Por que a arquitetura Junos Fusion simplifica e reduz os custos de redes

Publicado em Artigos, por Juniper em 30/08/2016


Por Renato Barboza*

 

A crescente complexidade das redes continua a sobrecarregar os administradores, seja por meio da superposição de camadas de networking, das redes de acesso das operadoras, dos data centers ou do LAN campus. Esse conjunto de fatores leva os responsáveis pela infraestrutura a montar grandes equipes operacionais para configurar e administrar um grande número de equipamentos, o que eleva as cargas operacional, administrativa e de gerenciamento, além de aumentar o TCO (Total Cost of Ownership – Custo Total de Propriedade).


A tecnologia Junos Fusion responde a vários desses problemas, porque torna as redes mais versáteis, expansíveis e ágeis. É uma estrutura aberta, baseada no padrão IEEE 802.1BR, e que contribui para reduzir a complexidade e as despesas operacionais das redes. Também permite a distribuição de vários equipamentos a serem gerenciados como um único dispositivo, porém com redundância física, e no plano de controle.


A Juniper é pioneira na arquitetura Ethernet Fabric (a primeira geração foi lançada em 2011). Essa é uma arquitetura efetiva de custo-eficiência que pode ser aplicada em vários ambientes – data center, corporativo e de operadoras.  A resposta para tantos desafios está na resiliência e na simplicidade da operação, administração e do gerenciamento por meio da camada de agregação, que elimina a dificuldade do número cada vez maior de equipamentos na rede.


Os componentes básicos dessa arquitetura são os de agregação (núcleo da plataforma Junos Fusion) e os equipamentos de satélite, utilizados para formar a camada de acesso. Esses equipamentos são conectados com os de agregação e não precisam ser controlados individualmente, já que os planos de controle residem nos equipamentos de agregação, onde são feitas todas as configurações.


A Junos Fusion também foi projetada para atender inúmeras portas switch de 1/10/40/100GbE em um data center, uma filial ou uma rede de acesso ou agregação, que possam ser gerenciadas a partir de um dispositivo central. Além disso, switches e roteadores existentes migram facilmente para uma arquitetura Junos Fusion com um simples upgrade de software – o que representa total proteção do investimento feito.


A tecnologia Junos Fusion propicia alta disponibilidade, porque tem dois planos de controle independentes e alta escalabilidade (comporta até 6 mil portas de acesso). Além disso, o hardening – proteção do plano de controle contra ataques DDoS – oferece a possibilidade de validar configurações, ou seja, indica se está dentro das normas de segurança da empresa e oferece flexibilidade de conectividade entre os equipamentos de agregação e satélite.


A Juniper disponibiliza três arquiteturas:

  • Junos Fusion Enterprise – É aplicada a redes corporativas. Ela provê configuração automatizada, simplificação e escalabilidade de redes corporativas de médio e grande portes. O Junos Fusion Enterprise opera com as linhas Juniper de switches Ethernet EX9200, EX4300, EX3400, EX2300 e EX2300-C. Pode ser implementada em um ou vários edifícios para conectar um grande número de dispositivos em uma fabric.
  • Junos Fusion Data Center – É uma arquitetura para data centers que provê configuração automatizada, simplificação e escalabilidade para data centers médios e grandes com as linhas de switches Ethernet QFX10000, QFX5100 e EX4300.
  • Junos Fusion Provider Edge – É desenvolvida para operadoras e supera limitações físicas na conexão de redes ópticas, ao delegar interfaces ópticas de baixa velocidade a um switch de custo apropriado, expandindo virtualmente a conectividade para milhares de portas a partir de um só roteador da série MX 3D Universal Edge. O Junos Fusion Provider Edge opera com as linhas de roteadores MX e switches Ethernet EX4300 e QFX5100.

Em ambientes Junos Fusion Data Center e Junos Fusion Enterprise, a solução para gerenciar toda a rede é o Network Director, um painel que proporciona ganhos de agilidade e redução de custos. Com a utilização da tecnologia padrão EVPN, o sistema facilita a interconexão de ambientes Junos Fusion, como, por exemplo, para interconectar data centers, utilizando EVPN com MPLS ou EVPN com VXLAN.


Para entender melhor


EVPN ou Ethernet VPN é um novo padrão ao qual foi atribuído um número RFC (Request for Comment). Enquanto muitos fornecedores trabalhavam na implementação do padrão, a Juniper Networks já o utilizava no seu QFabric.


*Renato Barboza é engenheiro de sistemas sênior da Juniper Networks Brasil.

 


Tags: Junos Fusion, Junos Fusion Provider Edge, Junos Fusion Data Center, Junos Fusion Enterprise, Redes, IEEE, Agregação, Satélite, Switches, Enterprise, Provedores, Operadoras, Roteadores


Tags: junos-fusion, junos-fusion-provider-edge, junos-fusion-data-center, junos-fusion-enterprise, redes, ieee, agregacao, satelite, switches, enterprise, p


Posts Relacionados


Deixe seu comentário:

=